1ª Parte: Pedro Rodrigues • 2ª Parte: Bruce Liu

15 Abril, 2020 pelas 21h00 (quarta)
na Clube de Viseu


Entrada: 5€ ou 2.5€ para público afeto ao Conservatório

1.ª Parte

Pedro Rodrigues

Programa

ANTÓNIO PINHAS VARGAS (n. 1951)
– Uma já antiga
– Dança dos Pássaros
– As Mãos
– Fado Negro
– Lindo Ramo, Verde Escuro
– Brinquedos
– O Sentimento de um ocidental
– Tom Waits
– Vilas Morenas

Ficha Artística

Pedro Rodrigues – Guitarra

Vencedor do Artists International Auditions (Nova Iorque), Concorso Sor (Roma), Prémio Jovens Músicos e premiado nos concursos de Salieri-Zinetti, Paris, Montélimar, Valencia, Sernancelhe entre outros, Pedro Rodrigues iniciou o seu percurso musical aos 5 anos de idade, tendo estudado com José Mesquita Lopes na Escola de Música do Orfeão de Leiria onde terminou os estudos com a classificação máxima como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian. Posteriormente estuda com Alberto Ponce na École Normale de Musique de Paris onde recebe os Diplomas Superiores de Concertista em Música de Câmara e Guitarra, este último com a classificação máxima, unanimidade e felicitações do júri.
Participou em masterclasses com David Russell, Leo Brouwer, Joaquín Clerch e Darko Petrinjiak.
Sob a orientação de Paulo Vaz de Carvalho e Alberto Ponce concluiu em 2011 o Doutoramento na Universidade de Aveiro como bolseiro da Fundação para a Ciência e Tecnologia. Apresentou-se a solo em salas reconhecidas internacionalmente como o Weill Hall do Carnegie Hall de Nova Iorque, a Salle Cortot de Paris, National Concert Hall de Taipei, Ateneo de Madrid, Sala Manuel de Falla de Madrid, Endler Hall de Cape Town, India International Centre de New Delhi, Sala Raúl Juliá de San Juan, Centro Cultural de Belém, Casa da Música, o Grande Auditório da Fundação Gulbenkian e os festivais de Mikulov, Paris, Santo Tirso, Música Viva, Sernancelhe, Caruso Festival, Miguel Llobet, Forfest Kromeriz, Vital Medeiros entre outros. Estreou mais de 60 obras dos mais importantes compositores portugueses como João Pedro Oliveira, Cândido Lima, Isabel Soveral, Sara Carvalho, Sérgio Azevedo, José Luís Ferreira, António Sousa Dias, Carlos Caires entre outros. Muitas destas obras foram-lhe dedicadas.
Fez gravações para RTP, RDP, RTM, SABC, Cesky Rozhlas, WIPR e gravou discos com as editoras Numérica, Nuova Venezia, Portugaler, Slovartmusic e JNS Music e foi solista com a Orquestra Gulbenkian, Filarmonia das Beiras, Orquestra do Algarve, Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras entre outras. É igualmente convidado com regularidade para lecionar masterclasses em conservatórios e universidades na Europa, América do Norte e Sul, África e Ásia. As suas transcrições e edições estão editadas pela Mel Bay Publications, AVA Editions e Notação XXI. Como investigador, proferiu conferências em Inglaterra, Brasil e Portugal dedicadas às temáticas da transcrição, música contemporânea e educação. Recentemente criou e apresentou o programa “Seis Cordas Para Um País” transmitido na Antena 2. Presentemente é Investigador Integrado do INET-md e Professor Auxiliar no Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro.

2.ª Parte

Bruce Liu

Programa

FRÉDÉRIC CHOPIN (1810-1849)
Nocturne in E flat major, Op. 55 No. 2
2 études: op. 25/10 & op. 10/5 (Black keys)
2 Mazurkas: op. 33 No. 1 & No. 2
Ballade No. 2 in F major, Op. 38
Barcarolle in F-sharp major, Op. 60
Andante spianato et grande polonaise brillante in E-flat major, Op. 22

Ficha Artística

Bruce Liu – Piano

O pianista Bruce (Xiaoyu) Liu, 22 anos, nasceu em Paris e cresceu em Montreal. Distingue-se como um dos pianistas mais dinâmicos musicalmente e tecnicamente dotados da sua geração, reconhecido pelas suas interpretações “poderosas, polidas e emanadas por uma mente disciplinada” (The Telegram).

As suas interpretações permitiram-lhe percorrer o mundo inteiro. Deu já recitais no Canadá, China, Estados Unidos, Japão, França, Itália, Salvador, Polónia, Israel e Suíça. Enquanto solista, tocou com orquestras fantásticas como a Orquestra de Cleveland, a Orquestra Filarmónica de Israel, a Orquestra Sinfónica de Montreal, a Orquestra Filarmónica de Sendai, a Camerata de Jerusalém, a Orquestra Filarmónica de Lviv, a YOA Orquestra das Américas, entre outras.

Em 2014, fez uma tournée na América do Norte com a Orquestra NCPA da China, interpretando o Concerto em Sol maior de M. Ravel. Com o mesmo concerto, apresentou-se no Centro Nacional das Artes do Espetáculo em Pequim. O National Post descreveu a sua interpretação como “uma subtil gama de cores e de sensações francesas”. Em 2018, fez uma tournée com a Orquestra Sinfónica Nacional da Ucrânia na China, em salas como o Beijing Concert Hall, o Shanghai Oriental Arts Center e o Changsha Concert Hall.

Vencedor do Prémio Europeu e Grande Prémio do Concurso OSM, Bruce ganhou igualmente recompensas e prémios em numerosos concursos internacionais de piano prestigiados, nomeadamente nos de Sendai, Montreal, Viseu, Paris (Animato) e Tel-Aviv (Rubinstein). Realizou várias gravações de estúdio para a ICI Radio-Canada com obras de Bach, Beethoven, Chopin, Ravel e Satie. Desde 2018, recebe a bolsa Sylva Gelber. Obteve “Le Prix avec Grande Distinction” no Conservatório de Música de Montreal com Richard Raymond e estuda com Dang Thai Son na Universidade de Montreal.